Lifting facial ou ritidoplastia: quando fazer esse procedimento

 

Com o tempo, é comum que uma pessoa, seja ela homem ou mulher, perceba que o tônus da face se perdeu um pouco e o rosto adquiriu um aspecto flácido. Quando isso acontece, o lifting facial ou ritidoplastia é o procedimento ideal.

 

Também denominado mini lifting ou facelifting, esse procedimento pouco invasivo corrige a formação de bolsas de gordura na região dos olhos (blefaroplastia) e frouxidão dos músculos, bem como elimina o bigode chinês, excesso de gordura na região da mandíbula, papada (lipoaspiração de mento) e perda do contorno labial.

 

Caso você esteja pensando em se submeter a um lifting facial, a seguir, abordamos as principais dúvidas dos pacientes que necessitam de uma ritidoplastia. Acompanhe:

 

O que causa a perda do tônus muscular da face?

Os primeiros sinais do envelhecimento são normais em pessoas que passaram dos 40-50 anos, já que a produção de hormônios e o funcionamento do corpo em geral mudam ao longo do tempo. Entretanto, há fatores que aceleram o envelhecimento e removem o viço da pele. São eles exposição solar, estresse, alcoolismo e tabagismo crônico.

 

O que é o lifting facial e o que ele faz?

A cirurgia de ritidoplastia, também conhecida como lifting facial, reposiciona os tecidos (músculo, pele e gordura), podendo ser associada a outros procedimentos como blefaroplastia, enxerto de gordura ou aplicação de ácido hialurônico nos lábios, lifiting de sobrancelha, aumento da região malar, lipoaspiração de papada e peelings.

O que a ritidoplastia trata?

A ritidoplastia pode ser indicada para combater uma série de sinais de envelhecimento facial. São eles:

 

  • Flacidez da face;
  • Flacidez dos músculos e da pele do pescoço;
  • Queda das bochechas;
  • “Bigode chinês, ou sulcos em volta da boca;
  • Olheiras;
  • Sobrancelhas caídas;
  • Papada no queixo;
  • Linha de marionete nos lábios (aspecto triste na boca);
  • Frouxidão dos músculos da face e do pescoço;
  • Código de barras, ou seja, linhas verticais em volta dos lábios.

 

O mini lifting é invasivo? Como é a cicatriz?

No que se refere ao quesito de invasividade, o procedimento varia conforme a técnica empregada, que tem duração de aproximadamente 4 horas. A cicatriz é discreta e se posiciona em volta da orelha e dentro do couro cabeludo.

Preciso me internar para fazer a ritidoplastia?

Como é um procedimento realizado em ambiente hospitalar, é necessária a internação por, pelo menos, 24 horas.

 

Qual é a diferença entre lifting facial, ritidoplastia, mini lifting e lifiting de face?

Todos esses procedimentos significam a mesma coisa. São apenas sinônimos utilizados para se referir à cirurgia de rejuvenescimento da face. Modernamente chamamos de mini lifting, sendo a mesma coisa que lifting de face. Entretanto, em sua “origem”, lifiting se caracterizaria por ter uma cicatriz dentro do couro cabeludo, acima da cabeça de orelha a orelha.

O que é ritidoplastia sub-SMAS?

SMAS é uma sigla em inglês para sistema musculoaponeurótico superficial. A ritidoplastia sub SMAS eleva esse tecido da face e tem um efeito muito interessante em pessoas com o rosto pesado e no qual outras técnicas seriam menos efetivas.

 

Quais são os outros tipos de ritidoplastia?

As técnicas alternativas de ritidoplastia que podem ser empregadas são:

 

  • sub-SMAS (descrita acima);
  • Smasectomia, que consiste em ressecar uma porção do SMAS e fazer uma nova sutura nessa região;
  • Não ressecar o SMAS e somente aplicar suturas para reforçá-lo.

 

O que é frontoplastia?

É uma técnica utilizada para tratar o terço superior da face, testa e supercílios, por meio de pequenas incisões e com o uso de câmeras. Nessa técnica, é possível elevar os supercílios e melhorar as rugas. Ela, no entanto, não é indicada em casos em que seja necessário retirar uma quantidade grande de pele.

 

Ficarei muito inchado após o procedimento?

Em geral, o inchaço tende a melhorar com o uso de compressas frias nas 48 primeiras horas depois da cirurgia. Além de elevar a cabeceira da cama, outra medida recomendada no pós-operatório é a de evitar esforços físicos por dez dias e não tomar sol por 60 dias. Depois de uma semana, retiram-se os pontos e o inchaço melhora consideravelmente.

Qual é a diferença entre mini lifting e lifiting facial?

Atualmente, a principal diferença entre mini lifting e lifting facial diz respeito à cicatriz. O lifting facial deixa uma cicatriz na frente e atrás da orelha, bem como uma em cima da cabeça, dentro do couro cabeludo de orelha a orelha, ao passo que o mini lifting não deixa essa cicatriz na cabeça. Podem, inclusive, serem utilizados outros métodos menos invasivos como Botox ou procedimentos por vídeo, como a frontoplastia, para elevar a parte frontal da face quando indicado.

 

Que tipo de anestesia é utilizada na ritidoplastia?

Basicamente, dois tipos de anestesia podem ser utilizadas: anestesia geral (nossa preferência) e anestesia local com sedação. Importante: em ambos os casos, o(a) paciente recebe uma dose de medicação antes de ir ao centro cirúrgico para ficar calmo e tranquilo.

Que cirurgias podem ser associadas à ritidoplastia?

Normalmente, o lifting facial é combinado a uma cirurgia de pálpebra, denominada blefaroplastia, já que é preciso que os olhos acompanhem a face rejuvenescida. Podemos, ainda, realizar uma frontoplastia, que é o tratamento da região superior da face, feito por vídeo (descrito acima) ou incisões no couro cabeludo que ressecam pele e tracionam o supercílio para cima. Outra cirurgia bastante comum de ser associada são os implantes faciais no queixo e no ângulo de mandíbula.

 

O que é cervicoplastia? Podemos chamá-la de lifting de papada e pescoço?

É muito comum associar o lifting de face ao lifting de pescoço (cervicoplastia). O objetivo desse procedimento é deixar o pescoço sem flacidez, sem gordura, mais firme e com menos sobras de pele. Nesse caso, as incisões mudam um pouco, descem mais por trás da orelha e acrescenta-se uma cicatriz na parte de baixo do queixo.

 

A cervicoplastia nada mais é que o tratamento dos sinais de envelhecimento do pescoço, ou lifting de pescoço. É normalmente associada ao lifting facial, por meio do qual os músculos da região são aproximados para diminuir a flacidez. A gordura, então, é retirada, e a pele em excesso, ressecada. O resultado é um pescoço mais liso, sem pele sobrando, com mandíbula bem contornada e sem flacidez, além de uma melhor definição da linha mandibular e da transição pescoço-mandíbula.

 

O que é frontoplastia?

A frontoplastia é um tipo ritidoplastia que trata a região superior da face – a testa. Normalmente, é feita em conjunto com a ritidoplastia de terço médio e inferior. Pode ser realizada por meio de videocirurgia, com pequenas incisões dentro do couro cabeludo (cerca de 5 mm) de cada lado da cabeça ou através de uma incisão coronal.

O que é incisão coronal?

A incisão coronal é um tipo de incisão realizada dentro do couro cabeludo, acima da testa, que vai de uma orelha à outra e se destina a tratar a parte superior da face a testa. Atualmente, ela já é substituída pela toxina botulínica e por incisões menores.

 

Tenho papada no queixo. Devo fazer uma ritidoplastia?

Sim. Grande parte do trabalho feito no lifting facial se dedica ao terço inferior da face, contemplando papada e excesso de gordura no pescoço. É comum associar, além das incisões na frente e atrás das orelhas, uma outra incisão abaixo do queixo para reforçar os músculos do pescoço (cervicoplastia), que melhora e define o contorno da mandíbula.

 

O lifting facial tem resultados semelhantes aos procedimentos não-cirúrgicos?

Os resultados da ritidoplastia são superiores aos obtidos pelos tratamentos não-invasivos. Entretanto, alguns pacientes optam pelo procedimento mais simples para não se afastarem de suas atividades por muito tempo ou retardarem a cirurgia.

 

Posso associar tratamentos não-cirúrgicos à ritidoplastia?

Sim. Isso é bastante comum e indicado, inclusive. O lifting facial é, geralmente, associado a enxertos de gordura, preenchimentos de face, peelings faciais e estimuladores de produção de colágeno.

 

Que cuidados devo tomar antes da ritidoplastia/lifting facial?

Por ser uma cirurgia de maior porte, o paciente deve ter boa saúde, passar por avaliação médica antes e não fumar 30 dias antes e 30 dias após o procedimento.

O lifting facial pode ser feito por homens?

Homens que notam sua aparência facial mais envelhecida podem – e devem – realizar a ritidoplastia ou lifting facial. Esta, inclusive, é uma das cirurgias mais feitas por eles, junto com blefaroplastia, lipoaspiração, correção de ginecomastia e implantes de queixo e mandíbula.

Como é o antes e depois da ritidoplastia ou lifting facial?

Antes, os pacientes apresentam aspecto facial caído, com excesso de flacidez. Após a ritidoplastia, o paciente recupera um ar rejuvenescido, descansado e mais alegre. O fundamental, nesses casos, é que a pessoa fique com um aspecto leve e natural.

O que você precisa saber antes da ritidoplastia?

Antes de se submeter a um lifting ou mini lifting facial é essencial buscar um cirurgião plástico experiente e com conhecimento profundo sobre esses procedimentos. Depois, é importante falar sobre suas expectativas e entender os efeitos da cirurgia, fotos do antes e depois da ritidoplastia, bem como discutir seus hábitos de vida, medicações, tabagismo, tipo de anestesia que será aplicada, etc.

 

Quais são as orientações pré-operatórias da ritidoplastia?

Fumantes devem interromper o fumo por, no mínimo, 30 dias antes da cirurgia. Além disso, é fundamental controlar a pressão sanguínea, fazer jejum de 8 horas antes da cirurgia, não usar piercings, anéis, brincos e adornos na cirurgia, e chegar com 2 horas de antecedência ao hospital. Nas consultas pré-operatórias, o cirurgião passará todas as informações relevantes.

 

Por que devo assinar um termo de consentimento livre e esclarecido?

Toda cirurgia plástica deve ter esse documento apresentado e assinado pelo paciente. Nele, consta que o paciente entendeu tudo sobre a cirurgia, que não tem dúvidas, sabe dos riscos, efeitos esperados e até possíveis complicações que possam ocorrer.

 

Precisarei da ajuda de alguém após o lifting facial?

Os dois dias subsequentes a esse procedimento de ritidoplastia são mais delicados e, por isso, é importante contar com o auxílio de amigos ou familiares nesse momento.

 

Quais são os riscos e possíveis complicações da ritidoplastia ?

Todas as cirurgias têm riscos, independentemente do seu tamanho. No caso do lifting facial podem surgir hematomas, infecções, paralisia facial, lesão no canal da saliva, necrose de pele, assimetria, cicatriz inestética, morte, trombose venosa profunda, tromboembolismo pulmonar, dor anormal em intensidade ou duração, seroma, manchas de pele, diminuição ou alteração de sensibilidade.

 

Outros resultados possíveis em uma cirurgia de lifting facial são alteração de crescimento do cabelo nos locais da incisão, complicações cardíacas e pulmonares, extrusão de fios, necessidade de uma nova operação e inchaço prolongado.

 

Caso o paciente sinta falta de ar, palpitação, dores no peito ou nas panturrilhas, é recomendável procurar auxílio médico imediatamente. A medicina não é uma ciência exata e, mesmo tomando todos os cuidados e fazendo tudo certo, complicações podem ocorrer.

 

Blefaroplastia é realizada em conjunto com o lifting facial?

É muito comum a associação de blefaroplastia e ritidoplastia, pois é difícil a pessoa necessitar de uma ritidoplastia e não precisar de cirurgia das pálpebras.

 

É necessário usar dreno na cirurgia de ritidoplastia?

Cada cirurgião plástico tem sua preferência, de acordo com a extensão da cirurgia e do grau de sangramento. Em geral, prefiro utilizar drenos e os retiro no primeiro dia depois da cirurgia, antes da alta para a casa.

 

Os resultados da cirurgia surgem após quanto tempo?

Em geral, os resultados da ritidoplastia surgem após 1 ou 2 semanas. Depois, eles vão se tornando mais visíveis até o sexto mês.

 

A cirurgia de ritidoplastia/ lifting facial dói?

A dor não é uma queixa comum neste tipo de cirurgia e é bem controlada com medicação via oral.

 

É preciso drenagem linfática após o lifting facial?

Para que a recuperação seja a mais satisfatória possível, recomendamos drenagens linfáticas faciais depois do quarto dia de cirurgia.

 

Ritidoplastia fotos de antes e depois, lifting facial e minilifting.

É altamente recomendado que sejam realizadas fotos do antes e depois de todo os tipos de procedimentos, em especial do lifting facial. Isso permite que possamos comparar o resultado, percebermos o que mais mudou, e acompanharmos a evolução da cirurgia.

 

Quantos dias após a ritidoplastia poderei voltar a fazer atividades físicas?

Um mínimo de 30 dias é necessário para o retorno às atividades físicas.

 

Quanto custa a cirurgia de lifting facial/ritidoplastia?

O valor da cirurgia varia de acordo com o hospital escolhido, experiência do médico e procedimentos associados. Esses custos incluem cirurgião, auxiliares, hospital e exames.

 

O que é frontoplastia endoscópica?

Esta cirurgia é um procedimento que “levanta” a testa, ou seja, melhora e restaura a aparência da área frontal do rosto, elevando o supercílio. É indicado para corrigir sobrancelhas caídas e reduzir as linhas de expressão que dão o aspecto de olhar cansado ou chateado. Ela pode, inclusive, ser realizada dentro do lifting facial.