Toxina botulínica: combatendo rugas e linhas de expressão

 

A aplicação de toxina botulínica, conhecida popularmente como Botox, trata-se de uma injeção não-cirúrgica para reduzir ou eliminar linhas de expressão e rugas, como as localizadas na testa, os pés de galinha na região dos olhos ou, ainda, as rugas entre as sobrancelhas. Pode, também, ter aplicações terapêuticas no caso de sudorese excessiva, no tratamento de enxaqueca e no bruxismo.

Muitas pessoas têm diversas questões a respeito da aplicação, durabilidade e efeitos da toxina botulínica. Por isso, a seguir, falamos tudo o que você precisa saber antes de optar pela aplicação do Botox

A toxina botulínica é uma substância derivada de uma bactéria. Sua injeção bloqueia os sinais nervosos musculares, enfraquecendo o músculo e fazendo com que ele não se contraia, o que diminui as rugas faciais. Para melhores resultados, a aplicação de toxina botulínica pode, ainda, ser combinada com peelings químicos, preenchimentos dérmicos ou microdermoabrasão.

Existem 43 músculos na face e, por esse motivo, a aplicação da toxina botulínica deve ser feita por um profissional experiente, pois, caso ele atinja o músculo errado, pode haver paralisação de um local indesejado.
A aplicação funciona da seguinte maneira: após identificar a região que receberá a toxina botulínica, o profissional utilizará uma agulha bem fina para injetar pequenas quantidades da substância.

É fundamental que haja uma avaliação de um cirurgião plástico/dermatologista antes da aplicação da toxina botulínica. Devem ser levados em conta aspectos como espessura de pele, o tipo e o grau de enrugamento. Só depois dessa análise é que ele avaliará se a toxina botulínica é suficiente para combater rugas e linhas de expressão.

São aquelas rugas que aparecem quando a pessoa movimenta os músculos da face, ou seja, a pessoa com o rosto parado não tem rugas, porém, quando movimenta a musculatura, as rugas aparecem. Para esses casos, a aplicação de toxina botulínica está indicada.

Rugas estáticas são aquelas que estão presentes mesmo com o rosto relaxado. Nesses casos, o tratamento das rugas não depende da paralisação do músculo (Botox), e sim de preenchimento. O preenchimento pode, ainda, ser usado para dar volume ao ângulo da mandíbula, aumentar o queixo, elevar as maçãs do rosto, tratar olheiras, aumentar e definir os lábios, tratar o “bigode chinês”, etc.

A aplicação da toxina botulínica, geralmente, leva menos de 15 minutos.

O número de injeções de toxina botulínica que o paciente pode precisar depende de fatores como suas características faciais e a extensão das rugas. Pés de galinha, por exemplo, exigem dois a três pontos de aplicação. Vale destacar que não é necessário aplicar anestesia, bastando apenas creme anestésico ou até mesmo gelo.

Os resultados da aplicação de toxina botulínica são notados dentro de alguns dias (geralmente dois)  e o efeito completo se dá entre 10 a 14 dias. Por esse  motivo, caso seja necessário, os retoques são realizados apenas depois desse período. Em geral, seus efeitos duram de três a seis meses. Em pessoas que praticam muitas atividades físicas, tipo levantamento de peso, o efeito pode ser menos duradouro e necessitar de doses maiores de aplicação.

Podem acontecer hematomas e dor no local da injeção, vermelhidão, dor de cabeça (a mais comum), sintomas gripais, náuseas, fraqueza temporária facial, visão borrada ou ptose. Em casos raros, a toxina botulínica pode se espalhar para além do local de tratamento, podendo causar sintomas de botulismo, que incluem problemas respiratórios, dificuldade de deglutição, fraqueza muscular e fala arrastada. Vale ressaltar que, na grande maioria das vezes, a aplicação não causa reação adversa.

Depois da aplicação da toxina botulínica, o paciente deve aguardar quatro horas. Nesse período, deve evitar atividades físicas, abaixar a cabeça, deitar, ficar perto de lugares muito quentes ou passar cremes. Após esse período ela pode voltar às suas atividades normais.

Antes de se submeter a esse procedimento, é fundamental se certificar de que o cirurgião plástico é qualificado e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Outro profissional com a mesma qualificação seria o dermatologista, que também deve ser membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.
Esses são os profissionais mais qualificados para realizarem o procedimentos, tiveram amplo treinamento e sabem evitar e tratar complicações.

O custo da aplicação da toxina botulínica depende muito do tipo de procedimento e do número de sessões previstas, bem como a experiência do cirurgião plástico/dermatologista nesse procedimento. Dermatologistas e cirurgiões plásticos utilizam produtos excelentes e conhecem a anatomia da face com riqueza de detalhes.

A Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) permite a comercialização e o uso das marcas Botox, Dysport, Xeomin, Prosygne e Botulift.

A toxina botulínica pode ser usada no tratamento do suor excessivo (hiperidrose). Ao ser injetada no organismo, ela impede o sistema nervoso simpático de estimular as glândulas sudoríparas a produzirem suor. Para manter a eficácia da toxina botulínica no tratamento do suor excessivo são recomendadas reaplicações anuais. Esse tratamento é indicado contra hiperidrose axilar, palmar e plantar.

Pessoas com doenças imunológicas e oftalmológicas com comprometimento muscular, pacientes em uso dos antibióticos do grupo aminoglicosídeos, bem como gestantes e lactantes, não podem se submeter a esse procedimento.

Em geral, as aplicações de toxina botulínica geram resultados satisfatórios, com redução de linhas de expressão e rugas. Em alguns casos, é possível remover 100% desses sintomas, deixando a pele lisa e jovial.

Caso a rinoplastia seja realizada na parte da manhã, o paciente pode receber alta no mesmo dia. Entretanto, na maioria dos casos, o período de internação após uma cirurgia de nariz é de um dia.

É comum as pacientes se queixarem do tamanho reduzido de seus lábios e desejarem lábios carnudos e bem desenhados, mas não sabe se a diferença entre toxina botulínica e preenchimento labial. O melhor tratamento para esses casos é o preenchimento com ácido hialurônico e não com toxina botulínica, que é o mais indicado, inclusive, para a correção do famoso “código de barras”, que são as rugas ao redor da boca.

A principal diferença entre essas duas substâncias é que a toxina botulínica traz suavidade e jovialidade ao rosto, amenizando rugas e marcas de expressão. Já o ácido hialurônico aumenta o volume da pele e é indicado principalmente para a região dos lábios.

O Botox trata rugas entre as sobrancelhas, linhas ao redor dos olhos (pés de galinha) e da boca, rugas da testa e do queixo, vincos verticais do pescoço e linhas que se formam no colo. Todas as rugas que aparecem quando estamos franzindo a testa ou sorrindo podem ser tratadas com toxina botulínica, que também pode levantar a região das sobrancelhas e diminuir a sobra de pele da pálpebra superior.

Em alguns casos, principalmente quando o paciente recorre a profissionais pouco qualificados, o resultado da aplicação da toxina botulínica pode ficar artificial ou forçado demais. Para corrigir essas falhas, a pessoa pode deixar os efeitos passarem ou se submeter a um procedimento para descontrair o músculo com eletroestimulação.

A ptose palpebral é a “queda” da pálpebra superior após a aplicação de toxina botulínica, que paralisa o músculo que eleva a pálpebra. Para corrigir esse problema, existem alguns colírios que podem ajudar na elevação da pálpebra durante os meses de ação da toxina botulínica. Consulte seu médico caso isso ocorra.

Agende agora mesmo sua consulta!

Agora que você já conhece um pouco mais sobre os procedimentos cirúrgicos que realizamos, o próximo passo é marcar a sua consulta. Em nosso site, você tem acesso ao que há de melhor relacionado à cirurgia plástica.

Caso o seu interesse seja realizar uma cirurgia plástica que traga inúmeros benefícios, como o aumento da autoestima e da confiança, agende sua consulta. E para agendar, é muito simples: basta preencher os campos do formulário e assim entraremos em contato com você!