As diferentes abordagens de tumores benignos e malignos

 

O envelhecimento da pele pode ocorrer por vários fatores, tais como idade, características raciais, tabagismo ,e principalmente, exposição solar, que tem efeito cumulativo, podendo causar um câncer de pele muitos anos mais tarde. Estudos recentes revelam que a proteção ao sol na infância e adolescência reduzem significativamente os riscos de câncer de pele. Sabe-se, por exemplo, que cerca de 80% de toda a radiação solar que recebemos durante toda a vida se concentra nos primeiros 18 anos de idade.

Apesar das altas taxas de incidência do câncer de pele, índices elevados de cura ocorrem, principalmente, devido ao diagnóstico precoce. Existem, ainda, uma série de tumores de pele benignos, cujo tratamento pode variar conforme o tipo da lesão em cirúrgico e não-cirúrgico.

Feridas que não cicatrizam, sangram, aumentam de tamanho, são maiores que 6 mm, têm várias cores ou bordos imprecisos merecem atenção especial.

Há 3 tipos de tumores de pele malignos:

  • Carcinoma Basocelular – CBC

Tem um comportamento mais benigno, é o mais comum e aparece em regiões expostas ao sol, tais como face, braços e pernas. Pode se manifestar sob a forma de uma pápula (bolinha) com superfície perolácea (aspecto perolado) ou de uma ferida que não cicatriza. A severidade do CBC se manifesta dependendo do tipo histolológico e da localização do tumor, sendo mais agressiva em locais como pálpebra, nariz, orelha e outros, onde a cirurgia tende a ser mais difícil.

Tratamento: exérese cirúrgica da lesão, criocirurgia e terapia fotodinâmica.

 

  • Carcinoma Espinocelular – CEC

Pode ser também causado pelo sol e por agressões constantes. Raramente gera metástases e sua cura é a eliminação da lesão. Pode ocorrer na pele e mucosas (boca, lábios e genitais), bem como apresentar-se como uma placa endurecida, área descamativa ou crostosa e ferida. O CEC pode aparecer sobre áreas de cicatriz de queimaduras antigas.

Tratamento: as possibilidade terapêuticas são as mesmas que as do câncer basocelular.

 

  • Melanoma

Embora seja o câncer da pele menos comum, o melanoma é o mais perigoso, podendo causar mortes. Pode ser originário de uma pinta já existente ou aparecer como lesão nova. Geralmente, ocorre em regiões do corpo onde tomamos sol em caráter intermitente e intenso, especialmente na infância, como face, costas, couro cabeludo, pés, mãos e unhas. Ocorre principalmente em pessoas de pele e olhos claros, porém determinados tipos de melanoma podem acometer pessoas de pele negra.

O tratamento é sempre cirúrgico e vai depender da gravidade do caso.

Devemos dar atenção especial a lesões pré-existentes que aumentem de tamanho, tenham várias cores ou que mudem de forma.

Agende agora mesmo sua consulta!

Agora que você já conhece um pouco mais sobre os procedimentos cirúrgicos que realizamos, o próximo passo é marcar a sua consulta. Em nosso site, você tem acesso ao que há de melhor relacionado à cirurgia plástica.

Caso o seu interesse seja realizar uma cirurgia plástica que traga inúmeros benefícios, como o aumento da autoestima e da confiança, agende sua consulta. E para agendar, é muito simples: basta preencher os campos do formulário e assim entraremos em contato com você!